Associação Brasileira da Construção

Industrializada de Concreto

EDITORIAL - 77º NEWSLETTER - EDIÇÃO ESPECIAL 69

O setor da construção está mais confiante. A FGV mostra que o Índice de Confiança da Construção (ICST) subiu 0,6 ponto em agosto, para 96,3 pontos, nível idêntico ao observado em março de 2014, enquanto a CNI aponta que o nível de atividade da indústria votou a crescer em julho, assim como a voltou a aumentar, atingindo o melhor patamar deste ano, com 59,7 pontos.

Outra informação positiva é que novos postos de trabalho foram abertos em julho pela indústria da construção. No total, 29.818 vagas foram ofertadas, um aumento de 1,22% em relação a junho. No ano, o setor criou 208.259 postos de trabalho com carteira assinada.

Em relação ao primeiro semestre, a FGV estima que o PIB da construção encerrou o primeiro semestre com expansão de 5,1% em relação ao mesmo período de 2020. Ante ao último semestre do ano passado, há também a continuidade do crescimento, mas em ritmo moderado.

Contudo, o custo da construção segue em alta. O Índice Nacional de Custo da Construção - Mercado (INCC-M) subiu 0,56% em agosto.Com esse resultado, o indicador apresentou avanço de 11,37% no ano e de 17,05% em 12 meses.

Na área do pré-fabricado, destaque para o início das inscrições do Prêmio Obra do Ano em Pré-Fabricados de Concreto, que comemora 10 anos, e para o resultado do Prêmio Saint-Gobain AsBEA de Arquitetura, que contou com o apoio da Abcic. Um dos vencedores foi o terminal internacional de passageiros do Aeroporto de Florianópolis, cuja obra contou com estruturas pré-fabricadas de concreto. 

Por fim, a newsletter traz matérias sobre a desoneração da folha de pagamento, o primeiro núcleo de engenharia e construção do Brasil, e expectativas do crescimento da construção civil na América Latina até 2025.

Um abraço a todos.

Iria Lícia Oliva Doniak
Presidente Executiva