Associação Brasileira da Construção

Industrializada de Concreto

Indústria de materiais mantém patamar de faturamento e acumula 12,8% de crescimento, mesmo com quarta queda consecutiva 

A ABRAMAT (Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção) divulga a nova edição de sua pesquisa Índice (arquivo ao final do release), elaborada pela FGV com dados do IBGE sobre o faturamento da indústria de material de construção. A pesquisa indica que no acumulado do ano, entre janeiro e outubro, o resultado continua muito positivo, com 12,8% de crescimento. No acumulado dos últimos 12 meses (móvel) o setor registra crescimento de 13,3%. 
 

Analisando apenas o mês de outubro, houve redução no faturamento das indústrias de materiais de construção, com queda de 0,3% sobre setembro, o que representa a quarta redução mensal consecutiva. Na comparação com o mesmo mês de 2020 houve baixa de 4,2%. A projeção da ABRAMAT para o encerramento do ano se mantém em 8%, agora com um viés de possível alta. 

Segundo Rodrigo Navarro, presidente da ABRAMAT, a queda da atividade já era esperada, pois está havendo um reequilíbrio no setor. "Tivemos uma retomada significativa e importante no primeiro semestre deste ano e é natural que o setor se ajuste. Embora seja a quarta queda consecutiva, nossa previsão de crescimento deve se concretizar próximo aos 8% neste ano, ou até um pouco mais, o que é muito positivo dadas as circunstâncias. Claro que é fundamental estarmos atentos às muitas externalidades envolvidas, como câmbio, alta do preço e disponibilidade de insumos, aumento no custo de fretes e energia, mas de maneira geral o setor deve seguir com um crescimento estável até o final de 2021 " conclui o executivo.

Release enviado pela assessoria de imprensa da Abramat