Associação Brasileira da Construção

Industrializada de Concreto

Lançamentos e vendas de imóveis crescem no último trimestre

O Indicador Abrainc-Fipe do último trimestre móvel (março, abril e maio de 2021) mostra que a tendência positiva do setor se manteve firme no período.  De acordo com 18 empresas associadas à ABRAINC (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias), os lançamentos de imóveis somaram 30.176 unidades no período, contribuindo para uma alta de 72,1% na comparação com o mesmo intervalo do ano anterior. Comparativamente, o número de unidades lançadas de janeiro a maio de 2021 alcançou 43.268 imóveis, o que corresponde a um crescimento de 73,8% em relação ao mesmo período de 2020. Ao considerarmos o número de imóveis lançados pelas incorporadas ao longo dos últimos 12 meses, encerrados em maio, o aumento foi de 26,2% (139.442 imóveis novos), sobre o período precedente.

No último trimestre móvel foram comercializadas 37.966 unidades, o que representa uma alta de 32,3% em relação ao volume transacionado no mesmo período de 2020. No balanço parcial de 2021, de janeiro a maio, os imóveis novos vendidos totalizaram 58.042 unidades – crescimento de 23,7% em relação aos 5 primeiros meses do ano passado. Finalmente, nos últimos 12 meses encerrados em maio de 2021, as 149.681 unidades comercializadas contribuíram para um aumento de 31,1% face às vendas registradas no período precedente. Em paralelo, as vendas líquidas, excluindo-se as unidades distratadas no mesmo período, avançaram 36% no último trimestre móvel, 26% no acumulado de 2021 (janeiro a maio) e 32,8% nos últimos 12 meses.

Segmento residencial – Os empreendimentos participantes do Programa Casa Verde Amarela (CVA), responsáveis pela maior parte dos lançamentos (79,7%) e das vendas (83,4%) residenciais nos últimos 12 meses, mantiveram sua posição preponderante no mercado imobiliário. Em termos de unidades lançadas, esse segmento registrou alta de 17,5% no último trimestre móvel, 46,6% em 2021 (de janeiro a maio), e de 21,5%, nos últimos 12 meses, encerrados em maio. Com respeito às vendas efetivadas, as altas registradas em empreendimentos associados ao programa foram de 29,9% no último trimestre móvel, 24,5% em 2021, e de 36,5% ao longo dos últimos 12 meses.

Os lançamentos de empreendimentos de Médio e Alto Padrão (MAP) apresentaram alta de 339,4% no último trimestre móvel, subsidiando um crescimento expressivo de 178,5% em 2021 (janeiro a maio), e de 46% em 12 meses, encerrados em maio. Em relação às vendas desse segmento, a apuração do último trimestre móvel indica uma elevação de 44,2% em relação ao mesmo período de 2020, contribuindo para altas de 16,4% em 2021 (janeiro a maio) e de 9,6% nos últimos 12 meses.

O presidente da ABRAINC, Luiz França, pontua que os últimos resultados reforçam a trajetória positiva do setor no processo de recuperação econômica do Brasil. “A incorporação imobiliária vem demonstrando bom desempenho contínuo, em especial no segmento MAP que tem recuperado participação entre os lançamentos residenciais. Os resultados positivos indicam também uma atratividade cada vez maior desses empreendimentos por parte compradores e investidores, que veem maior interesse neles em relação às aplicações financeiras tradicionais”, afirma.

Veja apresentação

Matéria publicada na Abrainc